Monthly Archives: setembro 2018

Quando seu cliente vai embora e nem lhe diz adeus

Bye bye, so long, farewell! Seu nível de evasão de clientes está aumentando, mas você não sabe por quê? Está completamente sem controle? Primeiro, eu queria lhe perguntar se você valoriza os “clientes reclamões”, porque a maioria vai simplesmente ir embora para o concorrente sem nem dar uma notificação. As reclamações servem como um balizamento de quais pontos são dignos de melhora. Quem ainda corre atrás, ainda se importa com seu esforço para tentar reverter a situação dele, e se assim for feito, ele tem chances de ficar. Um chamado “hater” quando bem cuidado e com problema resolvido, tendo bom…

Sua empresa está pronta para atender as exigências dos seus clientes?

As pesquisas já provaram que é mais barato manter sua cartela de clientes do que buscar novos. Hoje, caso os clientes se sentirem mal atendidos ou o custo-benefício não for atrativo, ele não fica, porque ele tem esse poder de escolher entre você e seus concorrentes. E o que lhe difere? Você sabe quais coisas eles exigem para poder ficar? É sempre bom perguntar e pesquisar especificamente quais coisas deixam seu cliente insatisfeito. Mas, de maneira geral, os clientes se irritam com algumas coisas em comum, especialmente os Millennials que possuem comportamentos, preferências e pensamentos em comum. São eles demorar…

Quais são as competências do futuro?

Entenda um fato: a Transformação Digital está acontecendo. Muitos postos de trabalho hoje deixarão de existir amanhã. Tudo que for robotizável – repetitivo e operacional – será automatizado. Isso porque no futuro o ser humano que deixará de fazer o trabalho de uma máquina, para fazer algo em que realmente ele é necessário, justamente por ser humano. Mas o que nos distingue das máquinas que cada vez estão mais inteligentes? O mercado pode unir sim o útil ao agradável. A matéria da Dinheiro Vivo intitulada “Quem tiver estas competências vai sobreviver à revolução das máquinas” descreve muito bem essas caraterísticas…

Quem não se adapta, fica para trás!

A humanidade evolui, tal qual as espécies evoluem. A Teoria da Evolução de Darwin diz que o ambiente muda e o seres com as características mais adaptáveis às novas condições sobrevivem enquanto os demais foram extintos. Muito tempo depois, a tecnologia permitiu que os ambientes mudassem cada vez mais e deu “poderes” ao ser humano incomparáveis. Essas mudanças ocorrem cada vez mais rápido, e a agora é a vez das empresas, ou se adaptarem, ou serem extintas. A Netflix acabou com as locadoras? As câmeras digitais destruíram a Kodak? O Uber prejudicou os taxistas? Essas empresas nasceram de uma necessidade…