Inteligência Artificial e Gestão de Pessoas: Conheça os segredos de um RH digital



A tecnologia de automação de processos não é mais somente aplicada a Contact Centers e Telecom. Qualquer setor e até departamento podem sim se render à Transformação Digital, porque todo mundo tem processos operacionais monótonos, repetitivos e dispendiosos, que fazem você pensar que poderia investir suas horas, energia e conhecimento em algo mais produtivo e, por que não, agradável? O setor de Recursos Humanos não é exceção, a transformação já começou.

Uma visita na feira de RH, o CONARH, você descobre um milhão de ideias de soluções desenvolvidas para a área, como por exemplo, Inteligência Artificial para a triagem de currículos, em que o software seleciona os candidatos pelas palavras-chave que a vaga requisita e com os dados dos perfis aprovados, vai ficando mais inteligente, traçando o perfil ideal para a empresa. Existem soluções que mapeiam emoções diárias e alertam se o clima organizacional não estiver dos melhores.

Gerir pessoas tem muitas questões e dificuldades, como gerir horário das pessoas, suas escalas e turnos, inclusive em recursos remotos ou horários flexíveis. As ferramentas de otimização de trabalho ou de aderência à jornada de trabalho podem facilitar esses processos, e ainda podem indicar quando é preciso enxugar o quadro de funcionários, ou seja, possui mão-de-obra ociosa, ou quando há necessidade de mais contratações, verificando por exemplo, delegação de tarefas e excesso de horas extras na equipe.

Há também ferramentas que mapeiam relações das equipes, identificando grupos, lideranças informais e funcionários mais isolados. Porém, há de ter o cuidado para não ser muito invasivo, a teoria do panótipo (controlar por meio da vigilância constante) pode não ser tão aceita pelas equipes mais novas, engajadas que gostam mais de liberdade e de uma liderança menos autoritária.

Existem muitas opções para esse setor tão importante nas empresas, o capital humano é de suma importância e merece ser bem gerido. Se a tecnologia puder dar uma força, por quê não?

Comentários

Seu endereço de email não será publicado.