Vou sair na frente se eu investir em Automação?

Por Wellington E. Alves - Head of Automation

Manter o relacionamento, criar engajamento, fortalecer marca, integrar atividades são alguns dos desafios do nosso mundo moderno. Para atender bem, precisamos oferecer soluções inteligente que maximizam a produção.

Com um mercado dinâmico, automatizar tem que seguir a linha de substituição da mão de obra humana, em busca de racionalizar custos e apontar para melhores resultados.

Monitorar processos, controlar head count, ser pró ativo, são desafios que nos trazem as perguntas:

O que automatizar?

Quando automatizar?

Para alcançar tais respostas, proponho entendermos melhor as definições de automação. A substituição do trabalho humano, por dispositivos ou sistemas mecânicos ou eletrônicos é a definição de Automação.

Que legal !!! Então isso é algo novo?  Sinto lhe informar mas... Não !

Desde 1780 buscamos automatizar cada vez mais as tarefas do dia a dia. Hoje estamos na era da Industria 4.0 Busca de uma automação total, sensores e a adequação de gestão para a agilidade da informação. Esta fase que vivemos agora, é essencial que o conhecimento na tomada de decisões, seja baseado em históricos, pois a customização cada vez maior dos produtos e serviços, tornam cada desafio um desafio novo e surpreendente.

O que automatizar?

Aprofundando em números, precisamos encontrar uma tarefa que ao tirarmos da linha de frente, reduz drasticamente o custo e deixa a oportunidade para execução de processos mais produtivos.

Vamos usar o exemplo de um escritório de advocacia, onde um profissional todo dia entra em sistemas de cada estado, consultando dados de processos e alimenta um sistema interno para informação dos advogados e clientes. Este desafio facilmente pode ser vencido, construindo uma automação que verifique de hora em hora essas atualizações, organizamos e formatando de uma maneira que o profissional seja alocado para uma outra tarefa. Além da automação rodar 24 horas por dia, não tira férias e não tem problema de saúde. Olhando para o departamento de recursos humanos, onde diariamente são extraídos relatórios para programação de férias, licenças, afastamentos. As diversas regras e flexibilizações, tornam o processo moroso e ao mesmo tempo de difícil decisão. Uma vez programada as regras personalizadas, basta replicar e executar quantas vezes forem necessárias, pró ativamente ou reativamente.

Quando automatizar?

Quando o processo produtivo passa ser uma variável importante nas entregas, é sinal que algo tem que mudar. Trocando em miúdos, se para aumentar 20% as entregas eu preciso aumentar mais de 20% a mão de obra, chega o momento de pensar diferente. A correção de rota da empresa, tem que ser imediata ao tomar conhecimento. Quanto mais tardio a tomada de decisão mais urgentes se torna a solução. Se um concorrente, consegue fazer a mesma coisa, com a mesma qualidade, mas com um tempo inferior, vira uma verdadeira corrida atrás do prejuízo e correr atrás sempre é mais oneroso.

Conclusão Em qualquer área ou em qualquer mercado, a automação se tornou indispensável. A adoção de cada vez mais plataformas de informações, compromete o atendimento e suporte ao cliente, pois o atendente ao invés de se relacionar com o cliente, passa 80% do tempo do treinamento aprendendo como inserir dados em CRM, executar comandos de correção, buscar informação de diversas bases de conhecimento. A adoção de uma plataforma de robotização flexível, aliada de uma empresa que tem experiência e conhecimento do mercado de atuação é a decisão mais importante a se tomar. Quando falamos de experiência de mercado, não é do mercado de tecnologia e sim do mercado alvo da automação. Se sua empresa é de telecom, precisa de alguém que conheça o mercado de telecom, pois senão entraremos na mesma discussão:

- (fornecedor) -“Eu fiz o que você me pediu”.

- (cliente) – “Apesar de eu pedir isso, não me trouxe resultado”.  

“Qualquer semelhança com a realidade não é pura coincidência”.  

A união de uma boa ferramenta, com uma boa equipe de tecnologia, apoiada por conhecedores do negócio, é uma probabilidade bem grande de sucesso. Ser pioneiro no investimento em automação, torna o mercado virado ao seu sentido, fazendo com que a concorrência esteja sempre correndo atrás do prejuízo e não você.

Comentários

Seu endereço de email não será publicado.